sexta-feira, 2 de outubro de 2015

O uso das velas



    Dentro da magia universal as velas foram sempre utilizadas na maior parte dos rituais em que se precisa realizar algum contato com forças superiores ou inferiores, isto, claro, dependendo da moral de quem vai se utilizar das forças mágicas, já que magia não necessariamente deve ser descrita como branca ou negra, pois estes aspectos são facetas interiores daquele que pretende mobilizar certas forças cósmicas.
    Não temos uma noção exata de quando se iniciou o uso das velas religiosamente, mas seja em uma vela feita em parafina, cera, ou uma lamparina, esta chama possui um calor e luz, e faz assim chamar a nossa atenção para irmos ao encontro do nosso íntimo, buscarmos respostas e entrarmos em sintonia com os seres que nos são afins.
    Todo ato cumprido, todo resultado perfeito do trabalho mágico é primeiro praticado e finalizado na mente do mago. Os atos rituais que se seguem são destinados a agir como agentes solidificadores para concretizar um pensamento projetado e enviado pela mente de quem acende a vela. Em essência, o ritual age como o impulso que o pensamento traz, desde a imaginação completada até a manifestação física no plano material. 
   A chama da vela é a conexão direta com o mundo espiritual superior, sendo que a parafina atua como a parte física da vela ou símbolo da vontade, e o pavio a direção. A função da uma vela, que já foi definida como o mais simples dos rituais, é, no seu sentido básico o de, simplesmente, repetir uma mensagem, um pedido. 
   O pensamento mal-direcionado, confuso ou disperso pode canalizar coisas não muito positivas ou simplesmente não funcionar. A pessoa se concentra no que deseja e a função da chama é o de repetir, por reflexo, no astral, a vontade e o pedido do interessado. 
    
   RECOMENDAÇÕES:
  • Nunca usar velas quebradas.
  • As velas usadas para um objetivo nunca devem ser usadas de novo, mas devem ser deixadas queimar. A cada novo objetivo, novas velas.
  • Uma coisa é essencial, e essa coisa é o silêncio. A magia das velas requer concentração, e você não poderá se concentrar com o ruído de fundo perturbando seus pensamentos.
  • Velas acendidas para alcançar desejos individuais, mesmo que estejamos em grupos deverão ser acesas cada qual com seu fósforo.
  • Desejos de bem comum em que as velas são acesas por várias pessoas, como em um casamento, festa de final de ano ou festas coletivas poderão ser acesas uma vela com a luz da outra.
  • Antes de acendê-la, segure-a entre as mãos e mentalize precisamente o que deseja. A vela, ao ser impressa com o seu desejo, torna-se um receptáculo desse desejo.
  • Depois que sua vela terminou de queimar atire os restos no lixo.
 Créditos: Sociedade Espiritualista Mata Virgem (Curso de Umbanda - Velas); com adaptações.

Nenhum comentário: