sábado, 7 de julho de 2012

Flores da rua


São lindos os lírios do jardim

Que me atraem com um aroma robusto e sutil

Em meio a eles, gosto de rolar na grama

Sentir que faço parte de toda aquela vida ali presente

Os lírios me disseram que há muitas flores pelo quarteirão afora

Ocultas pelo barulho do dia

Querendo despetalar-se em atrito com a pele quente de corpos ousados e ofegantes

Preso em meu mundo, ando pela rua, admirando o colorido das flores

Com sede em arrancá-las e esfregá-las pelo meu corpo, pelo meu rosto...

Mas estou preso em meu mundo, não posso tocá-las

O que me resta é imaginar

Imaginar o abrir das cortinas da silenciosa madrugada

Em que estou unido a uma bela flor

Recebendo o amor, que ela há de trazer.

                                    

Um comentário:

Magno Ivo Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.